O vinho é uma beleza!

Publicou: Marcia Parente às 01:00

Não é de hoje que a uva e o vinho são usados na beleza.
Na Antiguidade, as mulheres já preparavam uma máscara facial com as frutas amassadas.
De lá para cá, a ciência evoluiu e hoje a bebida é usada em vários tratamentos estéticos, como esfoliação, banho de imersão e massagem.
De acordo com a dermatologista Adriana Vilarinho (SP) todo o corpo pode se beneficiar da vinoterapia (ou vinhoterapia).
O segredo do sucesso está na casca e na semente da fruta, que é rica em polifenóis, substância utilizada em cremes e óleos, e em banhos de imersão.
"O polifenol mais importante do vinho é o resveratrol, cujo poder antioxidante é cem vezes superior ao da vitamina E. Ele neutraliza a ação dos radicais livres - as indesejáveis moléculas que destroem as células - e, por isso, é eficiente para prevenir o envelhecimento precoce", conta Maurício Pupo, cosmetologista (SP).

A ação da vinoterapia

Rosto: protege as fibras de colágeno e elastina, aumentando a firmeza cutânea. Hidrata profundamente.

Cabelo: recupera a fibra capilar, restaura o brilho e a cor, e impede o envelhecimento precoce dos fios.

Corpo: aumenta resistência dos vasos sanguíneos e ativa a circulação, melhorando a celulite e a gordura localizada. Também ajuda a clarear manchas escuras e estrias.

Máscara para o rosto

Ingredientes

2 cachos de uva roxa 1 cálice de vinho tinto ¾ de copo de água 1 col. (sopa) de maisena

Modo de preparo:
Macere as uvas e coe numa peneira grossa.
Dilua a maisena na água e reserve.
Coloque duas colheres (sopa) da polpa da uva na panela, acrescente o vinho e a maisena diluída, e leve ao fogo até engrossar. Desligue e espere amornar.
Aplique no rosto, deixe agir por 15 minutos e em seguida remova a máscara, raspando com uma colher.
Lave com água morna e hidrate.

Fonte de referência: Revista Corpo a Corpo

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela visita! Seu comentário é muito importante.

 

Saudável e Bela Copyright © 2012 Design by Cecilia Parente inspirado em Vinte e poucos