A cura de doenças através do pensamento

Publicou: Marcia Parente às 01:00
A cura de doenças através do pensamentoNa lista a seguir, você encontra o tipo de doença, sua causa possível e um pensamento padrão positivo para você vibrar em voz alta, o máximo de vezes que puder ao dia. Ele a ajudará a atrair a cura.

Excesso de peso

Causa: Insegurança, autorrejeição; procura de amor; proteção do corpo; medo de perda; sentimentos sufocados.

Cura: Eu me aceito e me amo como sou. Sou segura no alimento espiritual.



Causa: Resposta à negatividade e crenças em geral.

Cura: Eu sou governada por crenças de grupos ou preconceitos. Eu sou livre de todas as congestões e influências.

Insônia

Causa: Tensão, culpa, medo.

Cura: Eu descanso do dia e mergulho em um sono perfeito e pacífico, sabendo que o amanhã cuidará de mim.

Anemia

Causa: Falta de prazer; desinteresse pela vida.

Cura: Meu mundo é alegre e sou interessada em tudo.

Arteriosclerose

Causa: Resistência, tensão, abertura mental estreita.

Cura: Estou aberta para a vida e a alegria. A vida é bela.

Artrite

Causa: Amargura, mágoas, sentimentos de desamor.

Cura: Amor e perdão. Eu deixo os outros serem eles mesmos. E eu sou livre!

Asma

Causa: Emoções sufocadas.

Cura: Eu sou livre! Eu me encarrego da minha própria vida. Posso expressar meus sentimentos como eles são.

Na bexiga

Causa: Ansiedade.

Cura: Eu abandono o passado, despreocupo-me com o futuro. Aceito o novo agora.

Bronquite

Causa: Ambiente familiar inflamado.

Cura: Paz, paz, paz! Ninguém consegue irritar-me.

Colesterol alto

Causa: Entupimento dos canais de prazer. Medo.

Cura: O prazer é normal. Meus canais estão largamente abertos. Eu amo a vida.

Enxaqueca

Causa: Resistência ao fluir da vida; medos sexuais.

Cura:Eu descanso no fluxo da vida e deixo-a fluir através de mim com facilidade.

Fonte: M de Mulher, Autor: Gasparetto








0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela visita! Seu comentário é muito importante.

 

Saudável e Bela Copyright © 2012 Design by Cecilia Parente inspirado em Vinte e poucos